12-24 Meses

A, B, C, D…

Durante este período, poderão verificar como a linguagem do vosso filho é cada vez mais complexa. Possivelmente já terá um vocabulário de cerca de 30 palavras, que incluem o possessivo “meu” e a negação “não quero”.
Esta é a idade apropriada para o vosso filho aprender novas palavras e começar a pronunciá-las. Os defeitos da fala, como o sigmatismo, são bastante comuns e, geralmente, desaparecem, por isso não se preocupem se o desenvolvimento do vosso filho é diferente do das outras crianças. Se ele usa palavras com sentido e consegue pronunciá-las em conjunto, significa que está a desenvolver a linguagem.
Aconselhamos que falem com ele continuamente para que vá recordando e aprendendo vocabulário novo. Comentem-lhe com detalhes tudo o que fizerem: vestir, comer, brincar… O uso de adjetivos combinados com nomes irá ajudá-lo a recordar palavras: “menino lindo”, “água quente”, “cão grande”… Quando usarem preposições como “em cima”, “em baixo” e “atrás” mostrem-lhe sempre que querem dizer com gestos.
Ofereçam-lhe tanta informação quanto acharem que consegue compreendê-la respondendo sempre às perguntas que vos faz. Por exemplo, se vos pede um rebuçado centrem a atenção dele na cor ou no sabor, o que retirará importância ao facto de obter o rebuçado para se concentrar num momento de diálogo e comunicação.

SABIA QUE…?
É muito importante que as suas ações sejam coerentes com o que está a dizer para que o seu filho compreenda o que quer transmitir. Segundo o americano Ray Birdwhistel, a comunicação é composta por: 7% voz, 23% tom de voz, 35% expressão facial e 35% gestos.
As meninas respondem melhor à voz e demonstram mais habilidades verbais do que os rapazes.
As disfunções da fala como o gaguejar são mais frequentes nos rapazes do que nas raparigas.

Bibliografia
“Guia completo para cuidar de bebés e crianças” da Dra. Miriam Stoppard
“Meu filho, meu tesouro” do Dr. Benjamin Spock
“A maternidade e o encontro são a própria sombra” de Laura Gutman
“Bebés-Bio” de Claire Gillman

Loading...