Perigos de intoxicação por contacto com os olhos ou com a pele estão presentes no nosso dia-a-dia. A melhor maneira de evitar as intoxicações é manusear corretamente os tóxicos. Em caso de contacto com os olhos, lave com água durante 15 minutos mantendo as pálpebras fechadas e tape o olho afetado para evitar movimentos. Em caso de contacto com a pele, remova roupas possivelmente contaminadas e lave também com água durante 15 minutos com cuidado para que o produto não escorra. Em qualquer um dos casos ligue para o Centro de Informação Antivenenos do INEM: 808 250 143. Saiba mais em www.inem.pt

A exposição ao frio traz vários riscos para a saúde, em especial para crianças e idosos. É importante saber como se defender destes riscos: deve evitar mudanças bruscas de temperatura, usar várias camadas de roupa e proteger as extremidades do corpo, tomar bebidas quentes e sopas. Deve evitar bebidas alcoólicas e não deve praticar atividades físicas intensas que exijam um maior esforço do coração. Saiba mais em www.inem.pt

Brincar em segurança é fundamental para evitar acidentes. Neste Natal tenha atenção, leia sempre as instruções e avisos de segurança e verifique se os brinquedos se adaptam à idade da criança. Evite brinquedos com fios para prevenir quedas e deite fora brinquedos partidos ou potencialmente perigosos. Para mais informações: www.inem.pt

Face às temperaturas baixas atuais é importante que se mantenha quente e seguro e embora crianças e idosos sejam particularmente vulneráveis, qualquer um pode ser afetado. Permanecer em casa pode ser uma medida adequada a várias situações mas também aqui pode encontrar vários perigos. Por exemplo, algumas casa podem estar frias devido à falta de energia ou pelo sistema de aquecimento não ser adequado e a utilização de aquecedores e lareiras aumenta o risco de incêndio. Saiba mais em www.inem.pt

Em casos em que se “sangra do nariz” deve-se inclinar ligeiramente para a frente, respirar pela boca e apertar o nariz nas partes moles. Se passados 10 minutos a hemorragia persistir, coloque uma compressa fria ou gelo na parte exterior do nariz e se permanecer procure aconselhamento médico. Não deve inclinar a cabeça para trás, nem fungar ou tossir pois pode retardar a coagulação da hemorragia. Saiba mais em www.inem.pt

Para um regresso às aulas em segurança escolha roupa sem cordões no pescoço, cintura e bainhas para evitar lesões. Transporte a criança em cadeirinha adequada e certifique-se que a saída da viatura é feita de forma segura. Informe a escola de doenças/alergias e medicação que a criança esteja a tomar e certifique-se de que a escola tem procedimentos para casos de emergência. Por último, não sobrecarregue as mochilas com material desnecessário. Para mais informações: www.inem.pt

No verão, com o calor, podem ocorrer situações de risco. Deve optar por praias vigiadas, utilizar boias/braçadeiras adequadas à idade da criança e respeitar as bandeiras e indicações dos nadadores-salvadores. Deve também consumir alimentos frescos e ingerir líquidos não alcoólicos para evitar a desidratação. Evite mergulhar em lugares desconhecidos e expor-se excessivamente ao sol, especialmente nas horas de maior calor, mesmo usando protetor solar. Saiba mais em www.inem.pt

Proteja-se do calor com alguns cuidados a ter e medidas de proteção simples:
– Evite a exposição solar entre as 11h30 e as 16h30;
– Exponha-se ao sol de forma gradual e progressiva;
– Faça uso de sombras e vestuário apropriado (use chapéus, óculos de sol e protetor labial);
– Aplique um protetor solar com índice de proteção superior a 20;
– Tenha especial atenção aos bebés e crianças e não se esqueça que bebés com menos de um ano não devem ser expostos ao sol;
– Não adormeça ao sol, tenha o cuidado de se movimentar e molhar de vez em quando;
– Esteja atento mesmo nos dias nublados e ventosos para não apanhar escaldões;
– Ingira líquidos não alcoólicos para evitar a desidratação;
– Coma fruta fresca e legumes pois ajudam a pele a defender-se melhor;
– Mantenha-se atento aos avisos da Direcção Geral da Saúde, do Instituto do Mar e da Atmosfera e da Autoridade Nacional de Proteção Civil.
Para mais informações ligue para a Linha Saúde 808 24 24 24

Embora a maior parte das queimaduras solares sejam provocadas pela exposição excessiva ao sol, também podem ocorrer em dias nublados ou a grandes altitudes. Por isso, o uso de protetores solares é fundamental. É importante evitar exposições ao sol sucessivas, especialmente nas horas de maior calor. Caso ocorram queimaduras solares, deverá ir para a sombra e beber água para hidratar o organismo. Pode também aplicar um creme hidratante. Para mais informações: www.inem.pt

A maioria das obstruções das vias respiratórias nos bebés acontece sobretudo com comida ou com pequenos objetos. Se acontecer não perca a calma e nunca introduza os dedos na boca à procura da causa do problema.
Num bebé consciente deve segurá-lo de barriga para baixo, apoiando o tórax no seu antebraço, com a cabeça mais baixa que o corpo. Dê até cinco pancadas nas costas, a meio dos ombros. Se o corpo estranho for visível, retire-o. Se não, vire o bebé de barriga para cima, mantendo a cabeça a um nível inferior ao do corpo. Faça até cinco compressões a meio do peito e, se o corpo estranho for visível, retire-o. Mantenha esta operação até resolver a obstrução ou até o bebé ficar consciente e ligue o 112. Saiba mais em www.inem.pt

Picadas ou mordeduras de animais são riscos comuns na praia e no campo… Nestes casos deve imobilizar a zona atingida e aplicar frio, excepto em casos de picadas por peixe-aranha em que deve aplicar calor. Em qualquer caso não tente fazer pequenos golpes na zona atingida na tentativa de fazer sair o veneno animal e contacte o Centro de Informação Antivenenos do INEM: 808 250 143. Para mais informações: www.inem.pt

Loading...