12-24 Meses

Na variedade está o tempero

O primeiro ano é a altura em que o vosso filho terá mais alterações alimentares. Aos poucos terão que o compreender para que, tanto os papás como ele, aprendam como deve comer.
Ao crescer, o vosso filho ou filha vai precisar de maiores quantidades de nutrientes, dado que durante as fases de crescimento e quando começa a andar aumentam as suas necessidades nutricionais. Até aos 4 ou 5 anos o seu estômago não consegue lidar com três refeições por dia, como os adultos, e comerá mais vezes ao longo do dia. A partir dos 18 meses, o vosso bebé vai comer cerca de um terço a metade da porção de um adulto às refeições, por isso é necessário que planifiquem e coordenem as refeições e os lanches intermédios de modo a que a criança possa comer alimentos diferentes nuns e noutros.
Sugerimos que incluam pelo menos um alimento proteico em cada refeição e quatro porções de frutas e vegetais por dia. A variedade é a chave para uma boa dieta. Durante este período, o bebé pode comer alimentos macios inteiros, mas cansar-se-á depressa. Está a aprender a usar os dentes e provavelmente demora a mastigar um bife inteiro, no entanto, se transformarem essa carne numa almôndega, irá seguramente deliciar-se com ela. Até perceberem que não se cansa, parte da comida pode ser triturada. Durante esse tempo, aprenderá a adquirir destreza com o garfo e a colher e, ao aprender, terá que sujar-se. Deixem que se suje e deem-lhe tempo.

SABIA QUE…?
Uma criança que está a crescer, ainda precisa de mais proteínas e calorias que um adulto em proporção ao seu peso corporal.
As crianças precisam de comer entre 3 a 4 vezes por dia.

Bibliografia
“Guia completo para cuidar de bebés e crianças” da Dra. Miriam Stoppard
“Bebés-bio” de Claire Gillman
“Meu filho, meu tesouro” do Dr. Benjamin Spock
“Beija-me muito” de Carlos González
“Os meus primeiros 100 dias” de José Luis Romero

Loading...