24-36 Meses

Só sei que nada sei!

Com um vocabulário de 200 a 300 palavras, o vosso filho vai gostar de aprender novos conceitos, entenderá as conversas e aumentará a sua capacidade de prestar atenção.
Recomendamos que lhe leiam com frequência e lhe expliquem palavras novas. Vai adorar ouvir as mesmas histórias uma e outra vez e poderá entender melhor as narrações. O uso que fará neste momento das suas habilidades linguísticas será cada vez mais social, pelo que se sente estimulado a falar com outras crianças mais do que com os adultos, o que o ajudará a desenvolver as suas capacidades. Gradualmente compreenderá palavras que descrevem como se sente como “frio” ou “cansado”.
Uma ação vale mais do que mil palavras. É vital que as vossas ações sejam coerentes com o que estão a dizer. Contar as coisas utilizando gestos e expressões exageradas ajudará o vosso filho a entender corretamente a mensagem. Se o vosso comportamento, gestos, tom de voz, linguagem corporal… transmite o que estão a tentar comunicar, o vosso filho irá obedecer-vos quando lhe pedirem alguma coisa ou chamarem a sua atenção. Não deixem de estabelecer um contacto visual quando falarem com ele e ajustem as vossas palavras ao seu ritmo. Da mesma forma, é muito importante que lhe deem atenção quando ele vos fala e colocarem-se ao mesmo nível que ele, agachando-vos, pegando-lhe ao colo, ou sentando-o nas vossas pernas. Escutem com interesse o ele tem a dizer, como outra pessoa qualquer.

SABIA QUE…?
Existem diferenças na forma como os rapazes e as raparigas falam.
As raparigas desejam pertencer ao grupo, de modo que falam com a intenção de promover a unidade e alcançar compromissos.
Os rapazes geralmente querem destacar-se, pelo que as coisas que dizem têm a intenção de aumentar o seu status aos olhos dos seus amigos, contando piadas, histórias e dando ordens…
Os atos quotidianos transmitem mensagens mais claras dos que as palavras. Dê um abraço ao seu filho quando lhe disser que gosta muito dele.

Bibliografia
“Guia completo para cuidar de bebés e crianças” da Dra. Miriam Stoppard
“Meu filho, meu tesouro” do Dr. Benjamin Spock
“A maternidade e o encontro são a própria sombra” de Laura Gutman
“Bebés-Bio” de Claire Gillman

Loading...