24-36 Meses

Todos juntos!

Chapinhar no banho é tão divertido para o seu pequeno explorador! Então, por que não alargar a diversão, com um passeio em família à piscina? Primeiro verifique se tem as vacinas da difteria, do tétano, da poliomielite (DT Polio) e da tuberculose (BCG) em dia, que não está com nenhuma infeção do ouvido, eczema ou uma constipação, e que não é alérgico ao cloro. Tal como para qualquer atividade de iniciação, tomar banho incentiva o desenvolvimento das suas capacidades motoras, sensoriais e cognitivas. Aproveite ao máximo este momento de bem-estar para criar um vínculo com o seu bebé. Certifique-se apenas de que ele tem uma fralda especial para natação, braçadeiras e sandálias antiderrapantes!

Pronto para mergulhar?
É melhor ir durante a manhã dar um mergulho com o seu bebé em vez de ir nas horas com muita afluência. A água terá sido limpa na noite anterior, evita multidões, barulho e confusão geral. O seu pequenino sentir-se-á mais confortável.
Esta banheira gigante é impressionante! Para começar, habitue-o a estar no meio brincando com ele junto da pequena piscina com alguns dos seus brinquedos de banho favoritos. Não o ponha diretamente na água. Não hesite em falar com ele, para o ajudar a sentir-se tranquilo e para acalmar os seus medos. A sua voz acalma-o. Este é um ótimo momento para cantar uma canção de embalar perto da água… Isso convidá-lo-á a brincar e a relaxar.
Todos os patinhos: Todos os patinhos sabem bem nadar, sabem bem nadar, cabeça para baixo, rabinho para o ar, splish, splish, splish, splish, splash!
Aos poucos, mergulhe-o até ao pescoço, permanecendo ao seu nível certificando-se de que mantém a sua pele em contacto com a pele dele – é tão reconfortante para o bebé. O contacto visual também é importante. Olhe para ele e sorria. Ele deve ver que você também se sente confiante.
Mesmo que a água tenha sido o seu elemento no útero, não se deve transformar num bloqueio. É por isso que 30 minutos, em sessões de 10 minutos, são suficientes para que ele se familiarize. Escolha uma piscina adequada para os mais pequenos para que possa utilizar colchões insufláveis, boias, cubos de espuma ou flutuadores de piscina para se agarrarem.
A água não deve estar abaixo dos 30 ºC. Isto impedirá que o seu pequenino arrefeça muito rapidamente. Assim que começar a tremer, se a pele estiver engelhada, ou os lábios azulados, zás, para dentro de uma toalha grande e quente! Com um lanchezinho, claro está…
Como um peixe na água
Demasiado pequenino para coordenar os movimentos, o bebé ainda não pode aprender a nadar. Mas com braçadeiras para a sua idade, pode ainda divertir-se!
­- Ajude-o a flutuar ou a manter-se em cima de um colchão. Com as suas mãos por baixo das costas dele, mova-o suavemente sobre a água para que se possa orientar na piscina.
­- Brinque a “um brinquedo no mar”. Atire um dos brinquedos para a água, em seguida, segure-o por baixo dos braços e desloque-o para que encontre o brinquedo o mais rápido possível!
­- Chapinhe com ele, levantando-o para o ajudar a saltar para a água e salpique água à sua volta!
­- Com a cabeça sobre os seus antebraços, incentive-o a mexer as pernas como uma rã, ou a bater os pés para fazer espuma na água.
­- Segure um flutuador e puxe-o através da água como se de um pequeno comboio se tratasse. A meio caminho, peça-lhe para ir ter consigo na ponta do flutuador.
Há tantas brincadeiras para fazer com o seu pequenino. A coisa mais importante é respeitar o seu ritmo e os seus receios. Se ele parecer cauteloso relativamente a saltar, deixe essa actividade para depois. Tem imenso tempo para tentar. Nunca o force já que poderia acentuar de forma irreversível o seu medo da água. Aconselham-se pequenas pausas entre cada brincadeira, para o descansar e felicitar pelos resultados alcançados!
Para evitar que os bebés se enervem com a água, alguns pais até os inscrevem em aulas de natação para bebés. Dadas por profissionais, o seu bebé aprende a sentir-se confortável num ambiente aquático com exercícios divertidos, que o ajudam a mergulhar a cabeça, a deslocar-se, a flutuar, a deslocar-se na direção de outros… Descubra o que está disponível na sua área, já que o acesso a novas sensações aumenta a sua independência e confiança enquanto se diverte. E acima de tudo, nunca se esqueça, uma criança pode afogar-se em segundos. Nunca o perca de vista, quer à beira da piscina quer na água.

Loading...